Pipa – João Pessoa

Saí de Pipa com as baterias recarregadas após o encontro com meus amigos de estrada.

Fiz 156 km até a organizada João Pessoa, passando novamente pela BR 101, encarando algumas subidas duras.

Por ter saído tarde, quando o relógio marcou meio dia ainda faltavam 46 km para percorrer.

É sempre delicado pedalar esse horário, pois o Sol parece que frita nossa cabeça e o vento fica muito quente.

Muita gente diz que em momentos difíceis é crucial a preparação mental, a resiliência.

Não concordo muito, pois acredito que o mais importante para enfrentar situações difíceis é estar preparado para elas.

Não há “cabeça boa” nessas horas que resista a fraqueza física, restrição de água e alimento.

Não temos escolhas em momentos como esse. É preciso fazer o trecho. Ficar parado na estrada é arriscado, pode entardecer, o pneu pode furar 20 vezes. É o famoso “se ficar o bicho come, se correr o bicho pega”.

Foi um dia duro e cheguei em Jampa muito cansado. Tomei banho e bebi bastante água gelada, mas meu corpo teve dificuldades em abaixar a temperatura.

Recuperado, pude aproveitar a noite na movimentada e simpática da orla de Cabo Branco.

No domingo, acordei muito cedo e fui à praia nadar. Depois fiquei na orla observando as famílias e turistas passeando, além de muitas pessoas se exercitando.

Me impressionou muito o ritmo pacato da cidade, sua organização, limpeza e arborizacão. Depois li que muitas pesquisas apontam João Pessoa como a capital do nordeste onde há melhor qualidade de vida.

Perguntei a várias pessoas se toda cidade era assim ou se eu apenas estava em uma área mais nobre. Sem exceção a resposta foi que a cidade era assim. Muitos acrescentaram a ausência de periferias ou favelas.

Nem tanto ao Mar, nem tanto à Terra. Ainda que diferente do que chamamos de “favelas”, a cidade tem áreas não tão bonitas, organizadas e cuidadas pelo poder público.

Obrigado a todos que acompanham

Um comentário em “Pipa – João Pessoa”

  1. Não conheço JP, nem sabia dessa qualidade de vida, apesar de nunca ter escutado falar mal da cidade. Interessante!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s