João Pessoa – Maragogi

Uma série de razões me fizeram pular as cidades de Olinda e Recife, principalmente os comentários negativos sobre segurança.

Assim, de João Pessoa fui para Porto de Galinhas, um dos mais badalados destinos pernambucanos. A cidade é um charme só. Há um comércio pujante, muitos bares e restaurantes, além de opções de hospedagem para todos os bolsos.

O Mar é azulzinho, nadei nas piscinas naturais e vi muitos coqueiros na praia, especialmente indo até a cidade de Maracaipe.

Em Porto tive meu primeiro contato nessa viagem com um turismo “de massa”.

É um tipo de turismo que muito agrada pessoas de mais idade e que oferece opções baratas na baixa temporada, garantindo o sucesso do negócio.

Acho lindo quando vejo pessoas de mais idade viajando. Muitas delas sozinhas. Claro que o turismo de massa tem seus problemas, mas tem coisas muito bacanas.

Não fiquei em um hostel bacana em Porto de Galinhas. Não pela sua estrutura em si, mas pelo tratamento dispensado aos hospedes, bem como a organização do local.

Felizmente encontrei duas pessoas muito bacanas (Robson e Elmar) e tive bons momentos de conversa e descontração com eles.

Por estar incomodado com o hostel, decidi não ficar mais um dia e pela primeira vez na viagem sai pra pedalar à tarde.

Foi uma sensação muito boa poder deixar algo ruim para trás (apenas o hostel). Simplesmente pegar minhas coisas e seguir. Quase nunca podemos fazer isso na vida.

Segui até a cidade de Tamandaré por um caminho muito lindo. Passei por extensos canaviais e lembrei muito de uma cena do filme “Lisbela e o Prisioneiro” onde o Leléu (Selton Melo) dirigia sua caminhonete por um canavial, enquanto Los Hermanos cantava a música Lisbela.

Chegando em Tamandaré cruzei uma linda reserva de Mata Atlântica que tinha uma cachoeira. Foi meu primeiro contato mais próximo com esse tipo de vegetação na viagem.

Pra minha surpresa, Tamandaré tinha um hostel e para o meu espanto total os proprietários eram de Brasília.

Dormi muito bem aquela noite, pois o clima de “lar” do Tubiba hostel é aconchegante. É uma excelente opção para quem quer chegar à praia de Carneiros e não pagar hospedagens com preço de réveillon em Paris.

Fui até a praia de Carneiros e me recusei a pagar 15 reais para entrar na mesma. Até usei o drone e fiz uma foto, mas apaguei.

Praia é praia! Propriedade da União. Nosso, pra falar a verdade. Um assinte pagar para acessar o Mar.

Depois desse episódio parei em um bar de beira de estrada pra comprar água e o rapaz que me atendeu teve muita dificuldade com o troco. Pensei que ele não tinha trocado mas…

Foi muito difícil enfrentar aquela situação. Estava com pressa, pedi agilidade e só depois percebi a dificuldade do rapaz, que me deu o troco errado. Devolvi a ele o que me deu a mais e fui embora com o coração em frangalhos.

Graças a Deus pude estudar e acho a educação essencial. Nessas horas fico me perguntando se realmente a humanidade está no caminho certo e, principalmente, se eu estou no caminho certo.

Seguindo em frente entrei no ensolarado litoral alagoano. Como na música: tudo azul. Que mar lindo, que litoral abençoado.

Foram 18 km da divisa de Perbambuco até Maragogi. Parei incontáveis vezes pra ver o Mar. O que me fez chegar no destino com o Sol fritando meus miolos.

Me hospedei no organizado, limpo e bem cuidado Maraga beach Hostel, da Brígida e do Marcelo, que ainda me levaram pra fazer um passeio até Barra Grande e Antunes.

Em Maragogi conheci o divertido e alcoolizado Fernando, de Maringá. Tive um encontro especial com o Souza Lopes, que chegou de Brasília para pedalar comigo.

Foram bons momentos naquela linda cidade, especialmente por estar acompanhado de um grande amigo.

Obrigado a todos que acompanham

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s